Busca avançada

3 dicas imperdíveis para ser uma empresa do futuro

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 por Nôga Simões
3 dicas imperdíveis para ser uma empresa do futuro

Em um mundo em que a velocidade da mudança está cada vez mais rápida, em que os clientes estão cada vez mais exigentes, informados e hiperconectados, é estratégico para as empresas e pessoas garantirem competitividade, de modo a cuidar dos negócios para torná-los viáveis dia após dia.  Neste sentido, trouxemos 3 inputs macro da Trilha de Análise de Negócios do TDC Porto Alegre, conforme a seguir:

1.    As palavras do futuro são ecossistema, abundância, valor para as pessoas, trabalho por paixão, negócios ágeis e digitais, CXD (Client Experience Design). Ou seja, é necessário prover experiências únicas para as pessoas e a chave para fazer isso acontecer na prática é a união de viabilidade, factibilidade e desejabilidade, para a construção de soluções originais e relevantes para o usuário final. 

2.    O entendimento do negócio deve ser de toda equipe do projeto. Neste ínterim, a sugestão é trabalhar com equipes multidisciplinares (squads) que perpassem juntas as fases de imersão, análise, ideação e experimentação. Afinal, o papel do Analista de Negócios, PO (Product Owner), Desenvolvedores etc., não é ser tomador de pedidos e, sim, experts de valor do domínio de negócio do cliente. Para isso, é importante ter a criticidade que transcende a compreensão do problema e produto/ serviço desejado pelo cliente e por meio de perguntas (técnica de coaching) e da vivência do negócio, gerar dimensionamentos, desenvolvimentos e entregas surpreendentes.

3.    As práticas de Design Thinking e Agile Scrum devem caminhar em paralelo e tornam-se cada mais vez mais cruciais para o trabalho do Analista de Negócios Ágil. Este trabalho em conjunto envolve criação de personas, jornada do usuário, touchpoints (pontos de contato do usuário), jobs to be done (trabalho a ser feito), épicos, user stories e as etapas do Agile Scrum - do backlog product até a done increment.

Por fim, vimos que transformação digital e agilidade tratam-se de mindset e é necessário que toda a organização, tanto as áreas core quanto as de apoio, abracem a mudança de mentalidade para renovação e melhoria contínua da empresa.

Confira as grades completas que aconteceram nas Trilhas de Análise de Negócios I e II do TDC Porto Alegre, que aconteceu de 05 a 08 de dezembro na UniRitter: https://bit.ly/2Pueu8Z e https://bit.ly/2SGNvsO 
 

Fonte: Cinq Technologies

Compartilhar

Nôga Simões
Autor
Nôga Simões

Coordenadora de Marketing e Inovação na CINQ Technologies. Mestre em Administração de Empresas com ênfase em Marketing pela Universidade Estadual de Maringá. Professional Leader Coach Certification pela SLAC (Sociedade Latina Americana de Coaching). Formação Executiva em Tópicos Avançados em Estratégia Empresarial pela University of La Verne (California). MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas e Graduação em Secretariado Executivo Trilíngue pela Universidade Estadual de Maringá, com título de láurea acadêmica.