Busca avançada

Por que os projetos de software atrasam?

segunda-feira, 14 de outubro de 2019 por Eduardo Spaki
Por que os projetos de software atrasam?

Quer título mais clichê que esse? Pois bem, leia e quem sabe não há alguns insights que te ajudem a deixar os projetos nos trilhos.

Recentemente me peguei lendo um post exatamente com esse título e já li inúmeros outros. A questão é: ainda há projetos em atraso por aí… Mas esse texto não vai ser mais do mesmo, vou trazer uma vivência empírica da coisa.

Há abordagens e metodologias para manter o projeto produtivo, e vou falar de algumas
técnicas do âmbito de software daqui a pouco. Mas antes, gostaria de atentar para algo que impacta, mais do que você imagina, no software e em seu prazo: Proposta comercial/Orçamento.

A importância da informação para o escopo do projeto de software:

Recebo projetos de vários tipos para executar, mas antes de executar eu tenho que negociá-los, e tem clientes que entregam uma rica quantidade de insumos e documentações, deixando claro como que o software que eles almejam deve funcionar e ser.

Em compensação, há outros que dizem: “Quero um e-commerce!”, e é só isso mesmo o que dizem. Posso fazer 10 reuniões, e mesmo assim o escopo fica tão genérico que a única técnica possível de estimativa é o bom e velho: chute! É evidente que um projeto desses dificilmente será executado dentro do prazo, principalmente se comparado ao que o planejamento será seguido à risca, e com orçamento realista.
 
A questão aqui é que, seja pelo cliente (entenda-se que cliente pode ser desde um agente externo, como uma área interna da empresa), ou seja pela equipe responsável pela proposta/orçamento, não se investe o necessário para refinar um escopo.

Essa falta de investimento pode ser por preguiça, falta de tempo ou até mesmo falta de dinheiro. Sim, estimar um projeto custa e pode custar caro. Se custou caro, é um (dos vários possíveis) indicador de que o software pode estar no caminho certo.

Com isso em mente, algumas empresas adotam a postura do assessment, ou seja, cobram para fazer o levantamento do escopo. E dependendo do porte do projeto, isso faz todo o sentido tecnológico. Então, se você quer que um software seja bem feito e tenha seu projeto bem executado, invista na formação do escopo e estimativa!

É claro que existem casos específicos, como projetos com hora aberta, mas mesmo nesses casos, há sempre alguém querendo saber quando alguma coisa estará pronta!